sexta-feira, 28 de abril de 2017

Séries que você precisa conhecer

Nossa maior missão aqui no Blog é enaltecer, divulgar e apresentar séries maravilhosas aos nossos leitores. Pensando nessa missão tríplice trouxemos três séries que vocês precisam assistir. Até porque os fatos, citados nas mesmas são verídicos, e é aquele ditado: conhecimento nunca é demais.


E a primeira série, que na verdade é uma minissérie, é baseada no livro de memórias de leve Jones “When We Rise: My Life in the Movement”. A minissérie, assim como o livro, leva o nome When We Rise. A série se desenvolve sobre Cleve Jones, Roma Pauline Guy e Ken Jones. Cleve, interpretado por Austin P. McKenzie, quando jovem e Guy Pearce, quando adulto, é um jovem que ao contar ao pai que é gay, tem duas escolhas: enfrentar os tratamentos para “curar sua homossexualidade” ou sair de casa. Então Cleve se muda para São Francisco sem muitas expectativas de futuro, mas como único lugar onde poderia tentar buscar a felicidade. Roma (Emily Skeggs, quando jovem) é uma jovem de família religiosa que faz parte do movimento sufragista, e que se encontra em conflito interno, pois, durante uma missão, se apaixona por uma amiga, não conseguindo aceitar sua sexualidade e seguir sua luta em um mundo tão machista. E por fim, Ken (Jonathan Majors, quando jovem) que trabalha na marinha e precisa tomar cuidado para que não desconfiem que ele tem um relacionamento com um colega da equipe. Porém, ao ser indiretamente responsável pela morte de seu amante, se vê sem destino e sem um motivo para seguir em frente. Uma noite, ao entrar em um bar voltado ao público LGBT, Ken se encontra com Roma e Cleve pela primeira vez, e depois de criar uma amizade sincera, juntos, vão lutar pelos direitos de uma sociedade mais igual e justa para todos. A ABC simplesmente arrasou na ousadia, em deixar o preconceito e normatividade de lado, e dar espaço para qualidade e informação. PALMAS.



Outro movimento que marcou os Estados Unidos foi o caso de OJ Simpson, em meados dos anos 90. Assim como temos American Horror Story, também temos o spin-off American Crime Story, que assim como a primeira, também é uma série antológica, e que é focada em crimes que realmente aconteceram, que causaram/chocaram. A primeira temporada traz a visão do desenrolar do caso de Orenthal James "O.J." Simpson, um ex-jogador de futebol americano e ator norte-americano, que foi acusado do assassinato de sua ex-mulher, Nicole Brown, e de seu amigo, Ronald Goldman. Estrelada por Cuba Gooding Jr, Sarah Paulson, David Schwimmer, John Travolta, Courtney B. Vance e Sterling K. Brown. Sarah levou o Globo de Ouro, Emmy, Sindicatos de Atores, do Critic’s Choice e do Television Critics Association por seu incrível desempenho na série. Ainda no Emmy, Sterling K. Brown levou o prêmio como Melhor Ator Coadjuvante em Minissérie ou Telefilme e Courtney B. Vance como Melhor Ator em Minissérie ou Telefilme, ainda sem mencionar que a própria série levou os prêmios como Melhor Roteiro em Minissérie ou Telefilme e como Melhor Minissérie. E claro que uma série tão premiada seria renovada, não é mesmo? Mas como estamos falando de American Crime Story, criada e dirigida por Ryan Murphy, a série está renovadíssima até sua quarta temporada. A segunda temporada está em desenvolvimento, e focará no Furacão Katrina. A terceira temporada, contará sobre o assassinato de Gianni Versace e a quarta temporada sobre o escândalo entre o presidente Bill Clinton e Monica Lewisnky.



Quem acompanha séries como a gente, sabe quem é Ryan Murphy, sabe que ele é talentosíssimo e o quanto o mesmo gosta de ousar e causar. O criador de Glee, não contente em assombrar com as histórias macabras de American Horror Story e de Scream Queens, trazer novamente toda uma polêmica com as histórias em American Crime Story, o escritor, jornalista e produtor deu vida a outro projeto, outra série antológica. Feud traz grandes batalhas de egos entre personalidades distintas, porém que tiveram algo em comum: a atenção exagerada da mídia. “Feud: Bette and Joan” é o título e tema da primeira temporada, que é centrada na inimizade entre Bette Davis e Joan Crawford, que tomou proporções gigantescas durante as filmagens do clássico filme “O que terá acontecido a Baby Jane?”. A ideia em produzir este tema na atual temporada, que primeiramente seria um filme, nasceu no momento em que Murphy teve oportunidade de entrevistar Bette Davis meses antes de sua morte, em 1989, quando a atriz revelou o quanto odiava Joan Crawford, mas admitia o quanto a admirava por conta de seu profissionalismo. Feud entregou no último domingo (23) um episódio emocionante como season finale. Jessica Lange, como Joan, e Susan Sarandon, como Bette, simplesmente arrasaram, deram um show de atuação. A série foi renovada antes mesmo da estréia, porque assim como a gente, em Ryan Murphy a FOX confia! A segunda temporada terá como pauta o divórcio da Princesa Diana. #SOEXCITING!


"Faço o possível para escrever por acaso. Eu quero que a frase aconteça. Não sei expressar-me por palavras. O que sinto não é traduzível. Eu me expresso melhor pelo silêncio. Expressar-me por meio de palavras é um desafio. Mas não correspondo à altura do desafio. Saem pobres palavras." Clarice Lispector